Dia da Proteção às Florestas: como conservá-las

17 de Julho – Dia de Proteção às Florestas

No dia 17 de julho é celebrado o Dia de Proteção às Florestas. Uma data cujo objetivo é conscientizar a humanidade sobre a importância da preservação das florestas e relembrar o que podemos fazer para conservá-las. Afinal, além de serem lar para diversas espécies de animais e plantas, são também responsáveis pela nossa existência e qualidade de vida.

Origem do dia

Além do Dia de Proteção às Florestas, no dia 17 de Julho é comemorado o Dia do Protetor das Florestas, também conhecido pelo folclore brasileiro como Curupira. Ele é uma figura mítica com cabelos vermelhos e os pés virados para trás, conhecido por enganar os seus inimigos.

Segundo a lenda, Curupira protege as florestas das agressões constantes dos homens, como os desmatamentos e a caça de animais. Sendo assim, essa data é um grande convite a conscientização sobre a nossa fauna e flora.

A importância da proteção às florestas

A floresta amazônica é considerada a maior floresta tropical do mundo

As florestas são os pulmões do planeta, lugares mágicos e repletos de vida. Segundos dados da ONU, as florestas cobrem quase 31% do nosso planeta. Desde o ar que respiramos, para a água que bebemos e à comida que comemos. Elas nos sustentam e abrigam cerca de 80% de todas as espécies terrestres de animais, plantas e insetos.

Ou seja, as florestas são fundamentais para nossa sobrevivência. Porém, a atividade humana tem alterado quase que 75% da superfície terrestre, fadando a vida selvagem e a natureza a espaços cada vez menores.

O Brasil fechou 2021 como líder no ranking mundial de destruição de florestas tropicais, responsável por mais de 41% da perda de vegetação primaria do planeta no ano passado, segundo o Global Forest Watch (GFW). E grande parte dessa perda aconteceu na floresta Amazônica, a maior floresta tropical do planeta e o bioma de maior biodiversidade do mundo.

Saiba mais sobre o papel e poder da Amazônia no mundo nesse bate-papo que tivemos com Daniel Gutierrez, ativista e protetor da Amazônia.

Como ajudar as florestas

Para celebrar o Dia da Proteção às Florestas, vamos dar algumas dicas de como conservá-las. Afinal, todos nós podemos ter atitudes positivas, dentro e fora de casa. E é sempre bom lembrar que pequenas mudanças fazem grande diferença no impacto ambiental. Contudo, essas ações devem ser feitas diariamente para terem um efeito positivo.

Se conecte com a natureza

Foto de Daniel Gutierrez na Jornada Amazônia

O primeiro passo para conservá-la é se conectando com ela. Afinal, só quando nos conectarmos com a natureza, conseguiremos finalmente nos tornar mais conscientes ecologicamente. Portanto, pise na grame, vá para uma floresta e sinta verdadeiramente o que a Mãe Terra precisa e como você pode contribuir para essa causa diariamente.

Recicle

Segundo o Panorama de resíduos sólidos no Brasil da Abrelpe de 2021, o país produz cerca de 30 milhões de toneladas de resíduos recicláveis por ano. No entanto, apenas 4% desse total é realmente reciclado. Com a reciclagem, há a preservação da natureza, redução da poluição e contaminação do solo, além da economia de energia.

Reduza o consumo de carne

O desmatamento gerado para manter a pecuária e a agricultura em larga escala, colabora para a perda de florestas que atuam como importantes pontos de armazenamento de carbono. A Campanha ‘Segunda Sem Carne’, conscientiza as pessoas sobre os impactos dos produtos de origem animal e as convida a substituir a proteína animal pelo menos uma vez na semana. Veja na imagem abaixo do impacto que você pode gerar ao deixar de consumir produtos de origem animal por um único dia.

Utilize produtos veganos

Produtos veganos são aqueles em que não possuem matéria prima de origem animal. Seja em roupas que não contém couro, penas e plumas ou em cosméticos com fórmulas totalmente livres e sem testes em animais. Esses produtos contribuem para a preservação da fauna e consequentemente das florestas.

Faça Turismo Regenerativo

Foto da Jornada Kind Human no Peru

O Turismo Regenerativo surge como resposta para o turismo em massa que tem como impacto a degradação dos destinos visitados. Deve-se ter em consideração as necessidades do meio ambiente, das comunidades locais e organizações econômicas. E indo além, o turismo regenerativo visa deixar um lugar melhor do que era antes.

A Amana protege o meio ambiente e te oferece uma oportunidade de conexão com a natureza

Na Amana Jornadas nós temos consciência da nossa responsabilidade de preservação das florestas, por isso reduzimos o nosso impacto ambiental fazendo viagens sustentáveis. Sempre consideramos os impactos econômicos, sociais e ambientais dos lugares que visitamos.

Além disso, as nossas Jornadas revelam uma grande oportunidade para que você se reconecte com a Terra, seja em uma jornada de imersão ao Peru, Patagônia, Pantanal, Chapada dos Veadeiros ou Amazônia.

Foto de Daniel Gutierrez na Jornada Amazônia

Conheça nossas jornadas e faça parte desse movimento de conscientização e proteção às florestas e toda a natureza.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *